Desembargador determina que Sandro Môco permaneça por mais 180 dias afastado do cargo

O desembargador Arnóbio Alves, do Tribunal de Justiça da Paraíba determinou que o prefeito afastado de Camalaú, Sandro Môco, permaneça distante do cargo de prefeito por mais 180 dias.

Na decisão, o desembargador informa que o gestor está proibido de frequentar o prédio da Prefeitura e de manter contato com o prefeito em exercício, como também os auxiliares do primeiro escalão da gestão.

“Ante o exposto, defiro o pedido formulado pelo Ministério Público Estadual para determinar a
prorrogação do afastamento do cargo de Prefeito do investigado acima identificado, pelo prazo de
180 (cento e oitenta) dias, bem como a proibição de que ele frequente a sede da administração
municipal e entre em contato com qualquer membro do primeiro escalão (secretários municipais e
vice-prefeito (prefeito em exercício), nos termos da decisão de id. 10940854. Comunique-se à Presidência da Câmara Municipal de Camalaú sobre esta decisão”, informou o documento.

Veja a decisão.

Blog do Bruno Lira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *