Após alta, Alexandre de Moraes manda Roberto Jefferson de volta para Bangu

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, retorne para a prisão de Bangu 8, na zona oeste do Rio de Janeiro. Jefferson estava internado e, após a alta hospitalar, deverá voltar a cumprir prisão preventiva.

Na decisão, Moraes alegou que Jefferson, que estava internado em um hospital da Barra, deve retornar à prisão após o final da estadia médica. O ministro ainda requereu que o ex-deputado deve ter sua tornozeleira eletrônica retirada, uma vez que voltará à custódia do Estado.

Jefferson – que mesmo preso comanda o partido e busca filiar o presidente Jair Bolsonaro – alegou problemas de saúde, como câncer no pâncreas e quadros de doença cardíaca. Desde o final de setembro, ele estava internado para a realização de um cateterismo.

Roberto Jefferson está preso desde 13 de agosto, quando foi acusado de calúnia, difamação, injúria, associação criminosa, denunciação caluniosa, além de descumprimentos passíveis de pena dentro da Lei de Segurança Nacional e do Código Eleitoral. Há suspeita de utilização de dinheiro público do fundo partidário para promover ataques antidemocráticos nas redes sociais. Um dos vídeos com esses ataques contra o Supremo foi veiculado nas redes socais do PTB.

Congresso em Foco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *