Em nota, Livânia Farias nega pressão do Gaeco por delação premiada; confira

A ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, divulgou carta nesta terça-feira (18), na qual nega pressão do Ministério Público da Paraíba para que ela fizesse delação premiada. A ex-auxiliar das gestões socialistas, na Paraíba, foi autora de uma das colaborações mais emblemáticas da operação Calvário, que levou para a cadeia mais de 20 autoridades e empresários com contratos com o governo do Estado.

A nota assinada pela ex-secretária foi divulgada horas após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que resultou na manutenção do habeas corpus concedido ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). A sessão na corte superior foi marcada por citações, durante a análise dos argumentos da defesa, de supostas pressões do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) para que Livânia fechasse acordo de colaboração.

Confira, na íntegra, a nota divulgada por Livânia:

Suetoni Souto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *