Em Sessão Solene, advogado e professor recebe Título de Cidadania Campinense

Em homenagem e respeito ao trabalho exercido pela advocacia e pela docência em quase toda as instituições da cidade, o compromisso com a educação e a orientação na vida dos campinenses a Câmara Municipal de Campina Grande realizou na noite dessa quinta-feira (5), através da propositura do vereador Olímpio  Oliveira , uma Sessão Solene para concessão do Título de Cidadão Campinense ao advogado e professor Dr. Aécio de Souza Melo Filho.

Pernambucano, o professor Aécio Melo tem raízes na Paraíba, pois sua mãe é natural de Campina Grande. Sua trajetória na advocacia se destacou em todo o Estado tornando-o Conselheiro Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil da Seccional da Paraíba, e Juiz Membro Substituto do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE/PB).

“Minha vinda para Campina Grande foi uma ação de Deus, essa Sessão Solene comprovou isso”, relata o professor que não nega sua paixão pela cidade que o adotou como filho. Ainda em seu discurso e com tom de muita emoção Dr. Aécio acrescenta “Sem dúvida, essa foi a maior honraria que recebi na vida, agora sou campinense de fato e direito”, afirma.

Durante o tempo em que permaneceu na tribuna, Dr. Aécio fez um prognóstico de sua vida pessoal e profissional, agradecendo a todos que fizeram parte dessa trajetória vitoriosa, pontuando pessoa por pessoa.

“Meu muito obrigado a todos os colegas professores, colegas advogados, instituições, parceiros, alunos, ex-alunos, amigos e familiares dessa caminhada em favor da Paraíba e sua sociedade”, agradeceu o homenageado.

“Humildade, competência e carisma lhe deram esse mérito” relatam alunos do professor Aécio.

“Foi uma cerimônia linda. Muito prestigiada pela sociedade campinense e acima de tudo, emocionante. Título merecido”, destaca o Médico Dr. Amaro Jorge, presente na solenidade.

O Título de Cidadania Campinense é uma homenagem prestada às pessoas que, não tendo nascido no município, o adotam como lar e passam a trabalhar em prol do desenvolvimento do lugar.

Isaac Pinto – da redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *