Assembleia revoga prisão da deputada estadual Estela Bezerra

O plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou por ampla maioria, em sessão extraordinária nesta terça-feira (17), pela revogação da prisão preventiva da deputada estadual Estela Bezerra (PSB).

Em votação secreta, na presença de 32 parlamentares, ficou definido que por 25 votos foi aprovado o relaxamento da prisão da deputada. Além de Estela, não participaram da votação Júnior Araújo (Avante), Moacir Rodrigues (PSL) e Nabor Wanderley (Republicanos).

O relator da matéria, deputado Felipe Leitão (DEM), apresentou um voto pela não manutenção da prisão da socialista.

A deputada Cida Ramos (PSB), que foi alvo de mandado de busca e apreensão, se absteve da votação. Já o deputado Cabo Gilberto (PSL) foi o único parlamentar a expor a cédula de voto. Ele defendeu que Bezerra seguisse presa.

Prisão de Estela Bezerra

Estela foi presa no âmbito da sétima fase da Operação Calvário – Juízo Final. Ela é apontada pelo Ministério Público da Paraíba como integrante de um núcleo político que teria atuado junto a uma organização criminosa suspeita de desviar recursos em contratos firmados pela gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) nas secretarias de Saúde e Educação.

A parlamentar foi incialmente levada para sede da Polícia Federal em João Pessoa e depois transferida para a Central de Polícia, onde ficou detida junto a prefeita do Conde, Márcia Lucena (PSB).

Também foram presos o advogado Francisco Ferreira e os ex-secretários Arthur Viana [Educação], Gilberto Carneiro [PGE] e Waldson Souza [Planejamento], além de Coriolano Coutinho [irmão de Ricardo], Vladimir dos Santos e Márcio Nogueira.

O ex-governador Ricardo Coutinho também foi alvo de um mandado de prisão preventiva, mas como está em viagem na Europa não foi preso.

MaisPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *