Polícia Federal prende 7º empresário investigado na Famintos

A Justiça Federal mandou prender, preventivamente, o 7º empresário investigado na Operação Famintos, que apura desvio de recursos públicos e fraudes em licitações na contratação de empresas para o fornecimento de merenda escolar em Campina Grande. O mandado de prisão foi cumprido nesta segunda-feira (12) pela Polícia Federal.

Josivan Silva é dono de uma padaria que teria vencido várias licitações com a prefeitura campinense. Ele já havia sido alvo de um mandado de prisão temporária.Segundo a decisão judicial, ele teria tentado apagar provas da investigação. “Como apurado, três dias após a deflagração da operação, quando a mesma já era de conhecimento público e a defensora do réu já havia tido acesso à investigação e à determinação de busca e apreensão de seu aparelho celular, Josivan Silva retirou o chip de seu aparelho para novo aparelho e descartou o aparelho anterior, destruindo as provas do conluio nele contidas”, relata o juiz Vinícius Costa Vidor.

Dos 14 investigados que foram alvo de mandados de prisão temporária, expedidos pela 4ª vara da Justiça Federal em Campina Grande, 6 tiveram as prisões convertidas em preventivas. São os empresários Frederico Brito Lira, Luis Carlos Ferreira de Brito Lira, Flávio Souza Maia, Severino Roberto Maia de Miranda, Kátia Suênia Macedo Maia e Marco Antônio Querino da Silva.

Redação Paraíba Debate com informações do Blog Pleno Poder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *