Deputado Wallber Virgolino critica Prefeitura de João Pessoa pelo tratamento com a Guarda Municipal: ‘É uma vergonha”

O deputado estadual, Wallber Virgolino fez criticas a gestão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, pelo tratamento com a Guarda Municipal da Capital paraibana, nesta segunda-feira (12).

 

Virgolino apontou 11 pontos em que a Prefeitura de João Pessoa não está cumprindo com os guardas e fez uma grave denuncia, alegando que a Prefeitura mantém cargos comissionados e não priorizar os concursados.

Veja o que disse Wallber Virgolino:

 

A realidade da Guarda Municipal de João Pessoa é uma vergonha. Vejamos:

 

1 – São 3 anos sem conceder aumento salarial;

2 – O vencimento BASE é menor que um salário mínimo, R$ 937 reais;

3 – Há anos a cúpula da PMJP trata com desdém a categoria, nem secretário e nem o prefeito sentam com os sindicatos para negociar perdas salariais;

4 – Há mais ano que os GUARDAS MUNICIPAIS não têm capacitação de TIRO para os Grupos Operacionais;

5 – Gratificações Baixas;

6- Não há coletes balísticos para os guardas de postos;

7 – Fardamentos só são distribuídos perto do desfile de 7 de setembro;

8 – Armas não Letais tipo SPARKS, estão QUEIMADAS ou SEM AS BATERIAS;

9 – NÃO TEM SPRAY DE PIMENTA (Espargidores) para conter distúrbios, apesar de emenda da Câmara de Vereadores ter disponibilizado um valor de 70 mil reais para a compra. O PREFEITO VETA AS EMENDAS;

10 – A guarda só possui 50 armas de fogo, sendo 15 pistolas, calibres .380 e 38 revólveres calibre .38;

11 – gestão municipal descumpre a LEI FEDERAL 13.022/2014, uma vez que mantém em cargos comissionados pessoas que NÃO SÃO GUARDAS concursados, são indicados do SECRETÁRIO.

Blog do Bruno Lira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *